Sábado, 13 de Setembro de 2014
Recuperar faz parte da herança familiar

Provavelmente a maioria dos portugueses, conhece o ilustre actor norte-americano de Hollywood, Robert Downey Jr. (49 anos), vulgarmente conhecido, na sociedade americana, como o “Homem de Ferro” pela sua participação no filme da Marvel Comics, com o mesmo nome. Segundo a revista americana Vanity Fair é o actor mais bem pago do mundo. Começou a sua carreira muito cedo no cinema, aos seis anos de idade já participava nos filmes do seu pai, Robert Downey Sr. Desde essa altura a sua carreira tem sido recheada de prémios (Globos de Ouro entre outros) e sucessos, inclusivamente, creio ter sido nomeado, por duas vezes, para os Óscares pela sua interpretação nos filmes “Chaplin” e “Tempestade Tropical”.

Paralelamente, aos seus sucessos, uma parte da sua vida tem sido afectada pela dependência de drogas e as inevitáveis consequências negativas, tais como, problemas com a família, incluindo as crianças, problemas com a justiça e profissionais. Ao longo da sua vida o actor, desde os 18 anos, fez varias tentativas para se tratar, contudo sem sucesso, finalmente desde 2002 encontra-se em recuperação da adicção às drogas.

 

 

 



publicado por João Alexandre Rodrigues às 18:32
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014
REEL Recovery Highlight 2013


Recuperar é que está a dar. Apesar da complexidade da doença da adicção é possivel recuperar. Se identifica um problema na sua vida, relacionado com drogas lícitas (alcool ou benzodiazepinas) ou ilícitas, você não está sozinho/a.


publicado por João Alexandre Rodrigues às 10:58
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 15 de Agosto de 2014
Robin Williams- Homenagem ao actor e ao homem que lutou contra a adicção.

Algumas frases famosas do actor

  • "A cocaína é a forma de Deus nos dizer que estamos a ganhar demasiado dinheiro.”
  • Pensava que a pior coisa era acabar sozinho. Não é. É acabar junto de pessoas que te fazem sentir só.”
  • “Não importa o que as pessoas te dizem, palavras e ideias podem mudar o mundo.”
  • Nunca lute com uma pessoa feia, pois ela não tem nada a perder.”
  • “Só tens direito a uma pequena dose de loucura, não deves desperdiçá-la.”
  • “Deus deu aos homens um pénis e um cérebro, mas infelizmente não lhes deu a capacidade de utilizar os dois ao mesmo tempo.”
  • “Sabe qual é a diferença entre um tornado e um divórcio? Nenhuma, em ambos os casos alguém está perdendo a casa.”

Soube da sua morte na passada segunda-feira. Fiquei em choque, sem palavras, e com imensas questões na minha cabeça, para as quais, ao longo da semana, procurei as respostas. Porquê? Como é possível?

O suicido é uma realidade cruel. Somos seres complexos e multitalentosos, quer na busca da realização pessoal, como na busca de soluções imediatas e irracionais para a dor, o sofrimento, o desespero e a solidão. É um paradoxo com o qual precisamos de viver, e por ultimo aceitar, o melhor possível.

 

Como não podia deixar de ser, e apesar de tanto se ter falado e escrito durante esta semana, tenho que prestar homenagem ao actor e ao homem que lutou, com todas as suas forças, contra a doença mental e a adicção e acabou por falecer de uma forma abrupta. Como adepto do cinema que sou, desde muito cedo, Robin Williams, foi dos actores que mais ajudou a compreender e a identificar, através dos seus mais variados papeis, a importância da sensibilidade, do sentido da humanidade, do sentido de humor, da paixão, do altruísmo, do sonho e da alegria, da irreverência contra o preconceito e o estereótipo, da coragem, etc. Os adjectivos que classificam este artista não têm fim, era uma força da natureza genial, tal como a grande maioria dos adictos que conheço. Por varias ocasiões, Robin veio publicamente, assumir a sua dependência de substâncias psicoactivas, vulgo drogas, (cocaína e alcoolismo) e reafirmar a esperança na recuperação, contra o estigma, a negação e a vergonha. Robin era actor, um marido, um pai e um membro activo da sociedade prestando apoio em várias causas socais

 

Para terminar a minha homenagem, gostaria de reforçar que é um mito considerarmos que o suicídio é um acto de coragem. Não tem nada a ver com coragem. É um acto de alguém que está angustiado, só e desesperado, e naquele momento de sofrimento intenso, mas efémero, contempla o suicídio, como a solução definitiva para o desespero. Ironicamente, o seu último filme, com o título “Aproveita a vida” é sobre um homem decepcionado. O homem morre, mas a sua genialidade, permanecerá presente, na memória colectiva, para a eternidade. Os adictos são pessoas, de extremos, ora apaixonadas ora decepcionadas, porque procuram viver intensamente, por vezes, demasiadamente; é tudo muito.

 

 

RIP, Robin ( 1951-2014). As minhas condolências para a família que irá viver com esta tragedia, contra a sua vontade, para o resto das suas vidas. 



publicado por João Alexandre Rodrigues às 19:42
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 8 de Agosto de 2014
Nação resiliente no facebook

Passatempo no Facebook sobre a gratidão. Pedi aos seguidores da plataforma para completarem a seguinte afirmação: - Estou grato/a por… e enviarem uma mensagem a fim de o seu conteúdo ser publicado aqui no blogue.

Faça uma lista de 5 coisas pelas quais está grato/a.

 

Eis as respostas:

Estou grata por estar viva!

 

1-Grata por estar viva. 2- Grata por minha filha. 3- Grata por manter-me abstinente de drogas e poder enxergar tudo melhor. 4- Grata por minha família. 5- Grata por ter o conhecimento do funcionamento da vida, do universo e poder ter o cuidado com cada pensamento. Bem-haja!

 

 1-Por ter FÉ 2- Por estar viva. 3- Por apoiar meu filho quando muitos viraram as costas. 4- Pelo seu Blogue esclarecedor e verdadeiro. 5- Por estar aprendendo a AGIR.

 

Grata por ter encontrado FA e por ter podido trabalhar os passos, por ter aprendido a viver o agora, por ter aprendido a ter uma fé saudável, por tentar amar incondicionalmente (e muitas outras).

 

Eu estou grata por 1. Ser resiliente 2. Amor e ajuda dos familiares e amigos 3. Viver rodeada pela Natureza 4. Evoluir em termos interiores 5. Ser optimista.

 

Estar viva!

 

Por tudo.... inclusive os problemas q me serviram de "lição."

 

Finalmente me amar!

 

Estar livre do que me aprisionava há três anos atrás.

 

Sou grata a Deus pelo dom da vida, por ter aprendido a ser grata, por rever alguns conceitos pré- estabelecido (falsa crença), Pelas pedras no caminho, retira-las é minha responsabilidade, e a responsabilidade leva ao crescimento!

 

Educar o meu filho de forma a não ser co- dependente.

 

Vida, saúde, amor-próprio, família, conciliação.

 

Ser mulher, mãe, filha, livre, amada, sobrevivente, viva! e SER feliz!

 

Estar viva, ter Filhos, ter Amigos, ser saudável, ter trabalho.

 

Ser mãe; Vontade de viver; família; amor; saúde ainda q com pequenos problemas; e mais algumas.

 

A: Deus, N.A., Amigos, Família e a tudo o que sou!

 

Estou grata por estar viva, por ter um trabalho, conseguir separar e ficar livre da dependência emocional, saber que sou uma pessoa melhor, ter um relacionamento melhor com meus filhos após a separação!

 

Sou grata por sobreviver ao meu uso, a ser uma pessoa melhor, ser mulher, mãe, amiga, esposa, família, amada, muito grata por ter outro modo de vida, e ser muito feliz! 

 

 

Bem hajam pela participação! Recuperar é que está a dar.

 



publicado por João Alexandre Rodrigues às 10:45
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 6 de Agosto de 2014
Prescrição de opioides no tratamento da dor



O objectivo da prescrição de opioides visa fundamentalmente, numa situação clínica de tratamento da dor, melhorar a qualidade de vida.Caso você identifique um historial de comportamentos adictivos/dependência consulte o seu médico. Não faça auto medicação.


publicado por João Alexandre Rodrigues às 11:52
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Acerca de mim
João Alexandre Rodrigues
Conselheiro de Comportamentos Adictivos (Addiction Counselor - Art of Counseling) desde 1993. Conselheiro Certificado em Abuso de Drogas e Álcool. Formação em Inglaterra (Farm Place e Broadway Lodge) e EUA (Hazelden Foundation).

Marcação directa de consultas: Tm 91 488 5546
Envie a sua questão
Consultas Online
Sabia que para Recuperar das Dependencias pode fazê-lo atraves das consultas online e assim evitar confusões de transito, perda de tempo em viagens e despesas extras? Se optar por esta modalidade pode enviar um email para joaoalexx@sapo.pt e solicitar toda informação. Estou disponivel para ajudar.
Gosto
Facebook
Perfil de Joao Alexandre Rodrigues
Perfil no Facebook de Joao Alexandre Rodrigues
Create Your Badge
Networking - Partilhe
Bookmark and Share
Twitter
Pesquisar neste blog
 
Publicação sem copyright
Estas publicações não têm copyright. Incentivo a sua utilização, reprodução e tradução sem necessidade de autorização sempre que a mesma seja efectuada sem lucro. Agradeço, no entanto, que mencione a fonte.
Aqui-e-agora
Sentimentos - Remorso, culpa, perda, frustração, ressentimento. Como reagimos perante o sofrimento, a médio e a longo prazo? De que forma a dor interfere nas características da nossa personalidade? Ao longo da vida, atravessamos algumas experiências dolorosas, inevitavelmente, elas deixam marcas que não podem ser apagadas. Apesar do sofrimento, não permita que as suas emoções dolorosas se sobreponham aos seus ideais. A dor do passado pode ser «reciclada» e proporcionar-lhe um propósito resiliente, ao invés de gerar mais amargura (ego dorido e pena de si proprio), gera coragem para seguir em frente. Após a morte do meu pai, tornei-me num homem
Visitas
Subscrever feeds
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Recuperar faz parte da he...

REEL Recovery Highlight 2...

Robin Williams- Homenagem...

Nação resiliente no faceb...

Prescrição de opioides no...

Ao contrario do que se pe...

Dr William D. Silkworth

"I love You"

Desafio ou estorvo

Filhos de pais alcoolicos

Arquivos

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Temas

12 passos

a criança interior

abstinência

aconselhamento

adicção

adicção ao jogo

adicção ao jogo patológico

adicção ao sexo

adicção às compras

alcoolismo

alimentação

alimento para o pensamento

ansiedade

aparência física

aparência fisica

arte

assertividade

atitudes e comportamentos

auto estima

codependência

comunicação

comunidade

controlo

crianças

cultura

dependência ao tabaco

dependencia ao tabaco

dependência emocional / relacionamentos

dependencia emocional / relacionamentos

dependência emocional/relacionamentos

dependência financeira

dependências

dependencias

dependências mulher

desporto

distúrbio alimentar

doença

doze passos

drogas

emprego

entrega

espiritualidade

família

familias

forum - drogas

forum - jogo patológico

gestão das emoções

gestão do stress

gratidão

hepatite c

honestidade

intervenção

intimidade

investigação

jogo patológico

jovens

lidar com a raiva

lidar com a vergonha

lidar com a vergonha tóxica

lidar com a vergonha toxica

limites

linguagem dos afectos

luto

medicação

meditação

medo

mudança

mulher

natal

negação

nicotina

partilha

pessoas especiais

prevenção da recaída

programa apoio empresas

recuperação

recuperação das dependências

recuperação das dependencias

recuperação das substâncias

recuperação das substancias

reflexão

regra do silêncio

relações

rendição

resiliência

ressentimento

retiro espiritual

sentimentos

shoplifting

sociedade

stress

tratamento das dependências

tratamento das dependencias

vergonha

vergonha tóxica

vergonha toxica

vida

vih

vozes

workaholism

todas as tags

blogs SAPO
Links