Domingo, 29 de Julho de 2007
Viver Um Dia de Cada Vez


 

Para aqueles que estão em Recuperação da Adicção activa, quer seja de substancias psico activas (abstinentes de álcool e/outras drogas ilícitas) ou comportamentos  - jogo, sexo, trabalho “workaholics”, sexo, compras (shopaholics), shoplifting (furto), disturbio alimentar e codependência que procuram lidar com os seus sentimentos de uma forma construtiva, assim como, viver as dificuldades do dia-a-dia, viver no presente pode ainda ser extremamente frustrante e penoso se pensarmos que Recuperação significa mudança e em alguns casos recomeçar do zero. Esta realidade acarreta desafios e adversidade, por ex. reconquistar a dignidade, a confiança e a honestidade, adaptação ao sistema familiar, superar o estigma, quebrar as barreiras da negação e enfrentar a vergonha tóxica. Recuperação não significa cura e não é um acontecimento isolado, mas um processo de transformação de avanços e recuos.

A adicção é uma doença primaria, não é um sintoma de outra doença, é crónica e progressiva. A recaída também faz parte deste processo. Ninguém se torna adicto de um dia para o outro, não é uma escolha individual, como também ninguém recupera num determinado dia ou semana. Por isso, a recuperação da adicção activa é também gradual e progressiva sendo importante o tempo (processo). Este tempo, não pertence a ninguém, não é controlável, mas extremamente importante, muitas vezes sustentado em fracassos, na rejeição, na perda de controlo, nos erros mas também em pequenas "grandes" vitorias e desafios de crescimento emocional e espiritual, não religioso sem dogmas e divindades.
Viver um dia de cada vez implica ter um plano e um compromisso para com a recuperação. Significa viver no momento presente, aqui e agora, um minuto, uma hora, uma manhã, uma tarde de cada vez. Viver no momento como se mais nada fosse realmente importante. Não alimentar a preocupação e ou ansiedade em ter resultados imediatos e milagrosos, do tipo "Eu quero ter uma relação...Quero ser aumentado no emprego... Quero ser aceite pela minha família...quero um emprego seguro...Não quero sentir...Não quero sofrer ou sentir dor". Por vezes este "Quero" significa uma crença disfuncional irreal e rígida (tudo ou nada, certo e errado) capaz de boicotar a recuperação 

Na minha opinião, passamos demasiado tempo útil, por vezes desperdiçado das nossas vidas centrados na preocupação (fixação/antecipar cenários catastroficos gerados pela nossa mente/ideias). Extremamente preocupados com pessoas e coisas. Preocupados com o passado e com o futuro. Preocupados para que

os outros gostem de nós e preocupados com as perdas. Sem ter a consciência, podemos transformar o nosso presente, numa mão cheia de problemas insolúveis e preocupantes. Todavia, quando chega o fim de semana ou o mau tempo, ficamos ansiosos por não ter nada para fazer. 



Viver no momento, “um dia de cada vez” pode significar:

Flexibilidade; mudança nas crenças e valores morais e espirituais, não religioso sem dogmas e divindades: confiar, entrega, fé e esperança, ouvir os outros e seguir sugestões.

Planear; ser objectivo, concreto e realista. Avaliar os prós e contras.

Rendição; reconhecer a impotência, a incapacidade de controlar as outras pessoas, ser honesto e pedir ajuda .

Passado; não podemos modificar o passado. Reconhecer a doença da adicção. Lidar com o ressentimento, por vezes irracional, de uma forma construtiva.

Futuro; não podemos antecipar e controlar as pessoas e o tempo, fonte de ansiedade e atitudes negativas. Evitar as projecções negativas. Podemos sonhar/ambição com objectivos (propósito) e desafios (sentido da vida), visualizar as metas; “Não viver nos castelos, mas podemos sonhar com eles.”

Gratidão; elabore uma lista de coisas pela quais se sente grato (humildade).

É possível interromper o processo destrutivo da adicção activa; é possível recuperar...um dia de cada vez.


publicado por João Alexandre Rodrigues às 22:34
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De marie ferreira a 13 de Janeiro de 2011 às 09:42
Apesar de seu texto não ser para doentes crônicos eu pude tirar muito proveito, viver um dia de cada vez é dificil , principalmente que a doença causa ansiedade.Obrigada pelo texto e parabéns
maryeferreira.vilablog.com


De Anónimo a 7 de Novembro de 2012 às 02:36
Parabéns pelo texto Sph funciona e esse milagre vem acontecendo comigo a 2 anos e 8 meses


Comentar post

Acerca de mim
João Alexandre Rodrigues
Conselheiro de Comportamentos Adictivos (Addiction Counselor - Art of Counseling) desde 1993. Conselheiro Certificado em Abuso de Drogas e Álcool. Formação em Inglaterra (Farm Place e Broadway Lodge) e EUA (Hazelden Foundation).

Marcação directa de consultas: Tm 91 488 5546
Envie a sua questão
Consultas Online
Sabia que para Recuperar das Dependencias pode fazê-lo atraves das consultas online e assim evitar confusões de transito, perda de tempo em viagens e despesas extras? Se optar por esta modalidade pode enviar um email para joaoalexx@sapo.pt e solicitar toda informação. Estou disponivel para ajudar.
Gosto
Facebook
Perfil de Joao Alexandre Rodrigues
Perfil no Facebook de Joao Alexandre Rodrigues
Create Your Badge
Networking - Partilhe
Bookmark and Share
Twitter
Pesquisar neste blog
 
Publicação sem copyright
Estas publicações não têm copyright. Incentivo a sua utilização, reprodução e tradução sem necessidade de autorização sempre que a mesma seja efectuada sem lucro. Agradeço, no entanto, que mencione a fonte.
Aqui-e-agora
Sentimentos - Remorso, culpa, perda, frustração, ressentimento. Como reagimos perante o sofrimento, a médio e a longo prazo? De que forma a dor interfere nas características da nossa personalidade? Ao longo da vida, atravessamos algumas experiências dolorosas, inevitavelmente, elas deixam marcas que não podem ser apagadas. Apesar do sofrimento, não permita que as suas emoções dolorosas se sobreponham aos seus ideais. A dor do passado pode ser «reciclada» e proporcionar-lhe um propósito resiliente, ao invés de gerar mais amargura (ego dorido e pena de si proprio), gera coragem para seguir em frente. Após a morte do meu pai, tornei-me num homem
Visitas
Subscrever feeds
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


O que é o AMOR?

200.000 Recuperar é que e...

Recuperar faz parte da he...

REEL Recovery Highlight 2...

Robin Williams- Homenagem...

Nação resiliente no faceb...

Prescrição de opioides no...

Ao contrario do que se pe...

Dr William D. Silkworth

"I love You"

Arquivos

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Temas

12 passos

a criança interior

abstinência

aconselhamento

adicção

adicção ao jogo

adicção ao jogo patológico

adicção ao jogo patologico

adicção ao sexo

adicção às compras

alcoolismo

alimentação

alimento para o pensamento

ansiedade

aparência física

aparência fisica

arte

assertividade

atitudes e comportamentos

auto estima

codependência

comunicação

comunidade

controlo

crianças

cultura

dependência ao tabaco

dependência emocional / relacionamentos

dependência financeira

dependências

desporto

distúrbio alimentar

doença

dor

doze passos

drogas

emprego

entrega

espiritualidade

estigma

família

formação

forum - adicção ao sexo

forum - drogas

forum - jogo patológico

gestão das emoções

gestão do stress

gratidão

hepatite c

honestidade

intervenção

intimidade

investigação

jogo patológico

jovens

lidar com a raiva

lidar com a vergonha tóxica

limites

linguagem dos afectos

luto

medicação

meditação

medo

mudança

mulher

natal

negação

nicotina

partilha

perdoar

pessoas especiais

prevenção da recaída

programa apoio empresas

recuperação

recuperação das dependências

recuperação das dependencias

recuperação das substâncias

reflexão

regra do silêncio

relações

rendição

resiliência

ressentimento

retiro espiritual

sentimentos

shoplifting

sociedade

stress

tratamento das dependências

vergonha tóxica

vida

vih

violência

workaholism

todas as tags

blogs SAPO
Links