Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Recuperar das Dependências (Adicção)

Contra o estigma, a negação e a vergonha associados aos comportamentos adictivos. O silêncio não é seguramente a melhor opção para a recuperação; ninguém recupera sozinho.

Recuperar das Dependências (Adicção)

Contra o estigma, a negação e a vergonha associados aos comportamentos adictivos. O silêncio não é seguramente a melhor opção para a recuperação; ninguém recupera sozinho.

Vitimas do estigma, da negação e da vergonha

O alcoolismo é um problema de saúde pública em Portugal. Na minha opinião, é uma epidemia (doença), que assume proporções graves e é negligenciada pelas autoridades competentes; políticos, tribunais, ordem dos médicos, ordem dos psicologos, ordem dos advogados e pela comunicação social.
Quais os custos económicos e sociais do abuso do álcool e do alcoolismo em Portugal? Não creio que existam estudos que respondam a esta questão. Quais as consequências para a família, incluindo as crianças inocentes? Não creio que existam estudos que respondam a esta questão. Cada caso um caso, convém recordar que por detrás dos números/estatísticas existem pessoas, incluindo as crianças, que assistem, impotentes, diariamente ao drama do abuso do álcool e do alcoolismo. Sabia que o abuso do álcool e do alcoolismo é um fenómeno transversal na nossa sociedade?

 

Existem mais óbitos associados ao álcool do que com o vírus da gripe mais letal. Quantas vítimas mais são necessárias para que as autoridades competentes e a sociedade civil despertem para este pesadelo realista?

 

Pertencemos a uma cultura que bebe. Os números/vítimas não param de aumentar perante a passividade e o consentimento das autoridades (in)competentes.

 

50. Segundo o Instituto Nacional de Estatística refere que, em 2014, foram registados 89 mortes devido ao abuso do álcool - 20,2% em Lisboa e 8,o% Porto. A idade media do óbito para esta causa de morte foi de 63,1 para os homens e 65,8 para as mulheres.

49. Noticia no JN (12/4/15) Linda-a-Velha - "João Pedro está indiciado pelo homicídio do filho Henrique de seis meses". De criança "adorável" a homem "violento". Segundo alguns testemunhos "O álcool constituía o maior problema. Era violento quando bebia. Quando bebia ele perdia-se completamente."

48. Noticia no JN (10/1/15) Guimarães - "Atropelado depois de beber 4 bagaços. Um homem com 64 anos morreu atropelado (...) na via rápida que liga as vilas de Brito e Pevidém. A dona do café, onde o homem almoçava e jantava todos os dias, recorda-o como boa pessoa, apesar do vicio do álcool"

  • 2014 ( 5 vitimas)

47. Noticia no JN (20/12/14) Ílhavo - "Mãe confessa ter bebido uma garrafa no carro. Foi ontem a tribunal a mulher que conduzia alcoolizada com os quatro filhos - de dezassete, oito e quatro anos e um de cinco meses."

 

46.  Noticia no JN (25/09/14) Guimarães - " Alerta foi dado pela empregada de limpeza do prédio no bairro social. Homem viva sozinho e tinha problemas de álcool. Um homem de 50 anos estava há 15 dias morto em casa. O corpo estava em decomposição avançada. Cirrose matou-o."

 

45. Noticia no JN (23/08/14) Aveiro - "Bêbado abusava da filha menor. Libertado por juiz de instrução criminal após ser ouvido no DIAP. Quando estava embriagado, um homem de 50 anos, abusava da filha, menor de idade. O caso aconteceu no seio do ambiente familiar, em casa,  e veio a ser descoberto por outros membros da família, que denunciaram o pedófilo às autoridades."

 

44. Noticia na TVI24 (19/06/14) - Aveiro - A Polícia Judiciaria de Aveiro anunciou esta quinta feira a detenção de um homem, de 47 anos, suspeito de ter ateado, na passada quarta feira, um incêndio na casa onde residia com a mãe, em Anadia. « O suspeito , a residir em casa da mãe, com um quadro de forte alcoolismo e outros problemas psiquiátricos, ao inicio da noite, presumivelmente utilizando um isqueiro, etrá iniciado um foco de incêndio no quart onde se encontrava (...)»

 

 

43. Noticia no JN (19/01/14) - Porto - "Corpo de António R. estava há três semanas por reclamar. Falecera no Hospital de Santo António, trazido de emergência da pensão onde fora instalado pela Segurança Social, e ali continuava à espera de quem o reclamasse. António R. tinha 61 anos e era dono de uma vida desregrada pelo álcool (...)"

  • 2013 (12 vitimas)

42. Noticia no JN (02/11/13) - Valongo - "Alcoólico doente morreu ao cair da ponte pedonal. Era um alcoólico conhecido em Valongo o homem de 40 anos que anteontem, às 18.45 horas morreu (...). David M. (...) foi muitas vezes recolhido pelos bombeiros na rua, derrotado pelo alcool."

 

41. Noticia no JN (27/09/13) - Monção - "Antiga locutora de rádio morta em casa devoluta. Mulher tinha problemas de alcoolismo e vivia há varios anos como sem-abrigo."

 

40. Noticia no JN (24/09/13) - Aveiro - "Perdi a cabeça e espanquei-a. Ela era alcóolica. (...) O casal vivia num quadro de violência, álcool e droga. (...) Com um pau Carlos desferiu-lhe varios golpes em todo o corpo, principalmente na cabeça e no pescoço."

 

39. Noticia no JN (18/09/13) - Alvaiázere (Leiria) - "Matou a tiro ex-mulher a o novo namorado. (...) Um autarca local ouvido pelo JN, que pediu para não ser identificado, diz que «para perceber o crime é preciso ter em atenção o facto de se tratar de uma família desestruturada, com alguns elementos a sofrerem de atraso cognitivo e/ou problemas de consumo excessivo de alcool.»

 

38. Noticia no JN (16/07/13) Loures - "Josefina foi morta pelo marido. O casal já se tinha separado uma vez, devido a zangas ligadas ao álcool, mas Josefina voltara." Segundo um amigo do casal afirmou "Ele tomava uns comprimidos, não sei porquê, mas sei que ele era bom homem."

 

37. Noticia no JN (07/07/13) Moita - "Ligue à GNR e diga que matei a minha mulher. A luta por uma garrafa terá levado A. de 60 anos, a matar a mulher, de 49 anos. Há muito que o casal viva em conflito. Nelita era vista com frequência completamente alcoolizada e a vaguear pelas ruas."

 

36. Noticia no JN (25/06/13) Estarreja - "Pai detido por álcool socorrido na GNR por filho bêbado. Detido por conduzir com uma taxa de álcool no sangue superior a 1,20 grama de álcool por litro no sangue (g/l) e depois de ameaçar e injuriar militares da GNR, um homem de 53 anos, telefonou ao filho a contar o sucedido (...) O filho de, de 32 anos, pôs-se de imediato ao volante do carro que conduziu até ao posto da GNR par auxiliar o pai. Mas esqueceu-se de um facto: também estava alcoolizado. Acabou igualmente detido, após acusar uma taxa de 2,43 g/l no teste de alcoolemia." 

 

35. Noticia no JN (16/05/13) Braga - "Matou  marido à facada e quis suicidar-se um dia depois. As discussões e agressões entre ambos eram constantes por causa de problemas de alcool." Este casal tem um filho de 10 anos que foi retirado  pela Segurança Social "O menino vive com a tia".

 

34. Noticia no JN (10/05/13) Amarante - "Pegou fogo à casa e foi beber vinho para o café. As autoridades reuniram 13 queixas de violência domestica que a vitima foi fazendo ao longo dos 24 anos que leva de casamento." "Ele não trabalha, quer que eu lhe dê o dinheiro. Nós vivemos do abono do meu filho e do dinheiro que vou ganhando a coser sapatos em casa. Na semana passada, recebi 150 euros do Rendimento Social de Inserção, gastou-o todo em vinho."

 

33. Noticia no JN (16/3/13) Cinfães - "Matou o pai por não o deixar beber vinho. Mãe assistiu ao crime e diz que teve de fugir para não ter o mesmo fim que o marido. O meu filho bebe muito e não ajudava em casa."

 

32. Noticia no JN (13/3/13) Barcelos - "Mulher levou a filha à escola com 2,85 de alcoolémia. PSP de Barcelos intercepta, condutora de 30 anos, com taxa crime de alcoolémia às 9 horas da manhã." Taxa máxima permitida por lei - 0,5. O risco de envolvimento em acidente mortal aumenta duas vezes a partir da taxa máxima permitida por lei e a partir da taxa considerada crime (1,2) o risco de acidente mortal aumenta 16 vezes mais.

 

31. Noticia no JN (30/01/13) Paços de Ferreira – “Dez anos para jovem que matou cliente” De acordo com a notícia este jovem matou uma pessoa “ao tentar socorrer a patroa da agressão de um cliente…” No dia do crime a vitima mortal tinha um valor elevado de alcoolemia no sangue (2,99). O jovem empregado estava proibido de servir bebidas alcoólicas à vítima, que não sendo atendido, “terá desatado a partir cadeiras.” Mais tarde a patroa do jovem e a vítima envolveram-se em confrontos, foi nesta altura que o jovem agarrou numa faca a espetou-a no ombro da vítima que faleceu no local.

 

Nota: Só para você ter uma ideia do elevado nível de alcoolemia da vítima (2,99) podemos comparar com o limite permitido por lei em relação aos condutores de viaturas 0, 50. 

 

 

30. Noticia no JN (06/01/13) S. Pedro do Sul "Amigos atropelados na estrada em que estavam deitados." Segundo um conhecido afirmou "Muito animados após beberem uns "copitos". Outra pessoa conhecida fez referencia a uma das vitimas "Era bom rapaz, mas coitado, gostava de pinguita"

 

  • 2012 (23 vitimas)

 

29. Noticia no JN (01/11/12)  Sertã “Assassinado por dizer mal de namorada de colega. Um individuo cabo verdiano, de 34 anos, não gostou nada das bocas que ouviu sobre a sua namorada e, após uma troca azeda de palavras, que terá sido agravada pelo álcool, esfaqueou mortalmente um português, de 47 anos.”

 

28. Noticia no JN (27/10/12) Mira Sintra “Discussão sobre um copo de vinho estará na origem de homicídio. Morto com um golpe de tesoura. Os moradores garantem que a casa não tinha agua nem luz e que os quatro moradores, em ocupação definida, eram conhecidos por estarem frequentemente alcoolizados.”

 

27. Noticia no JN (21/10/12) - Alvor - "Bêbada mata amante com um fio elétrico. A agressora telefonou para a GNR de Alvor,(....) para participar uma ocorrência de violência domestica, mas acabou por confessar aos guardas, no local, que tinha morto um homem. A agressora estava alcoolizada e os militares suspeitam que tivesse usado estupefacientes."

 

26. Noticia no JN (13/10/12) - Marco de Canavezes - "Matou o marido bêbado que a queria asfixiar. As discussões entre o casal eram diarias e não passavam dois ou três dias sem haver violência entre o casal. (...) António e a mulher envolveram-se num confronto físico  na presença dos dois filhos menores, com 13 e 14 anos." Este caso aconteceu a 3 de Fevereiro de 2011 e encontrava em fase de julgamento no tribunal.

 

 25Notícia no JN (09/09/12) Estarreja - "Pedreiro esfaqueou idoso que o criou e foi detido. (...) em Pardilhó, as ameças, roubos e danos de D. à família Silva não são novidade, ainda que causem alguma estranheza, já que o pedreiro foi acolhido e criado pelo casal desde os seis anos. Ele quando bebe fica agressivo e já fez muito mal. Há meses esfaqueou um GNR" contam A. L. e R. S."

 

24. Noticia no JN (30/06/12) Coimbra - "Guerra entre dois grupos rivais acaba com homicídio de um homem. Vitima: Jorge (nome fictício). desempregado, mais conhecido pelo O Garrafão, vivia com o irmão, também toxicodependente, em casas abandonadas. Pontualmente, trabalhava na construção civil." De acordo com pessoas conhecidos afirmavam "O Zé metia-se nos copos e a na droga, vivia em casas abandonadas, mas não fazia mal a um mosca"

  

23. Noticia no JN (06/06/12 Matosinhos - "Lésbica agredia companheira quando estava bêbada"De acordo com os relatos da vitima, na mesma noticia. Arguida volta diariamente a casa onde houve agressões para almoçar "Há dois anos que continuávamos a viver juntas, mas já não tínhamos uma relação amorosa. Quando ela bebia ficava descontrolada. Uma vez ameaçou-me com um taco de basebol e uma garrafa de cerveja."

 

22. Noticia no JN (25/04/12) Vieira do Minho - "Suspeito de matar irmão com quem dividia mulher. Um dos suspeitos do homicídio é o próprio irmão(...). Viviam com a mesma mulher, num cenário de miséria e violência agravado pelo álcool. Ambos com cadastro por atos violentos e com forte dependência do álcool que se exteriorizava em caracteres agressivos" Segundo os vizinhos, "Eram bons moços e até trabalhavam, mas o vinho dava cabo deles" Com a agravante e de acordo, com a referida a noticia "A mulher, P., com duas filhas que a Acção Social de Vieira do Minho lhe retirou(...)"

 

21Noticia no JN (28/02/12) Vagos - "Alcoolizado suspeito de incendiar a própria casa. As ameaças de C.Z., de 48 anos, conhecido por problemas de alcoolismo, agressividade e desavenças familiares, já eram antigas. Bate na família e ameaçou matar alguns com uma espingarda. Já disse à mulher "Vais ter um desgosto. Ainda hei de ver te a pedir esmolas pelas portas" contou ao JN um familiar."

 

20. Noticia no JN (18/02/12) Beja - "Bêbado era um terror. Segundo os vizinhos era brincalhão e educado, mas quando estava com os copos desviavam-se dele. Bêbado era um terror." As vitimas foram: a mulher, a filha e a neta. O individuo acabou por cometer o suicídio na cadeia.Noticia no JN (19/02/12) referente ao mesmo caso. "Relatório medico já apontava doença e álcool e aconselhava acompanhamento. Tratamento a homicida de Beja recusado há 20 anos.Violência e álcool começaram após guerra na Guiné"

 

19. Noticia no JN (08/02/12) Montemor-O-Velho - "Discussão por causa de boleia acaba em morte. Problemas com a bebida. O falecido era pessoa conhecida na zona por beber em excesso e, de acordo com um familiar directo, criar problemas e inimizades nos cafés por onde passava. "Era um infeliz.Levava porradinha que dava pena. Quando estava com os copos ninguém o aturava."

 

18.  Noticia no JN (23/01/12) Viseu - “Assassinado à facada pela companheira. O crime terá ocorrido num quadro de violência doméstica e alcoolismo. Segundo uma testemunha, as discussões entre casal eram habituais por causa do álcool”.

 

17.  Noticia no JN (19/01/12) Aveiro - “ Bateu na mulher, baleou cunhado e suicidou-se. Chegou a casa embriagado, causando cena de violência que terminou em tragédia.”

 

16. Noticia no JN (17/01/12). "Um terço dos mortos tinha álcool no sangue. Quase metade das vitimas mortais (41,2%) resultantes de acidentes de viação, em 2010, encontravam-se sob o efeito de álcool e 31,1% apresentavam níveis superiores a 0,5 - limite permitido - revelou o Instituto de Medicina Legal"

 

  • 2011 (15 vitimas)

 

15. Noticia no JN (16/12/11) "Famalicão - Fogo mata homem na cama. Foi encontrado sem vida, assim como dois cães que lhe faziam companhia. Ele fumava muito e, por vezes, abusava do álcool, garantiram alguns vizinhos."

 


14.
 Noticia no JN (12/12/11) "Santa Maria da Feira - Amigos lamentam morte de Carlinhos. Vitima de duplo atropelamento que ocorreu ao final da tarde. Há muito que amigos e família temiam um desfecho trágico para Carlos Manuel. Os copos deram cabo dele. Bebia e andava pelas ruas."

 

13. Noticia no JN (23/11/11) “Tarouca – Alcoolizado ateou fogo à própria casa. Mulher e filho de cinco anos estavam em casa de familiares”

 

12. Noticia no JN (14/11/11) “Tondela – Queimado e assassinado por amigo dos copos. Espancado e queimado na lareira de um barracão isolado, homem acabou por morrer na noite de anteontem, a caminho do hospital.”

 

11. Noticia no JN (31/10/11) “Acordou bêbado a pensar que tinha matado a mulher. O casal tinha ido jantar a casa de uma filha (…) mas o homem abusou do álcool. A mulher farta de o aturar acabou por deixar na rua e foi dormir a casa de uma vizinha. O homem adormeceu onde estava e ao acordar entrou em pânico por não ver a mulher e pensou que tivesse assassinado e resolveu avisar a filha”

 

10. Noticia no JN (30/10/11) “Amarante – Trolha esfaqueado pelo ex-cunhado numa emboscada. Questões antigas mal resolvidas à mistura com algum álcool pode ajudar a explicar o crime.”

 

9. Noticia no JN (29/10/11) “Povoa do Lanhoso – “Aterroriza restaurante por não poder fumar. Sacou de navalha, ameaçou clientes e insultou padre. Ele é bom rapaz e trabalhador, mas com um copito a mais não se controla.”

 

8. Noticia no JN (28/10/11) “Tarouca – Repudiado após 20 anos na cadeia. População tem receio de homem que em 1991 matou a mulher. Quanto ao consumo do álcool, que não nega, justifica prontamente: Se deixar de beber fico doente.”

 

7. Noticia no JN (23/10/11) “Guimarães – Feriu a tiro o filho que defendia a mãe. Um homem de 35 anos, foi baleado pelo próprio pai quando interveio numa discussão em defesa da mãe. Depois de disparar o pai alcoolizado fugiu e acabou por se entregar, ontem, na esquadra da PSP”

 

6. Noticia no JN (20/10/11) – “Aveiro – Medico detido pela PSP por agredir a mulher.” Segundo a noticia o medico fez quatro tratamentos de desintoxicação alcoólica e tentou três vezes o suicídio. Os seus crimes de violência domestica, muitos deles na presença da filha menor de 12 anos, ocorrem desde 2009.”

 

5. Notícia no JN (18/10/2011) “Tábua - Morto à facada por mulher a cair de bêbeda. Discussão por causa de lixo terá estado na origem do crime. Homicida não se lembra de nada. A filha e o seu companheiro assistiram à cena de violência. 

 

 

4. Notícia do JN (17/10/2011) "Abação – Guimarães. Pedida pena suspensa para jovem que matou o padrasto para defender a mãe. Na altura do incidente o homem, de 54 anos, tinha uma taxa de alcoolemia de 2,93"  Nota: Só para ter uma ideia a taxa de alcoolemia limite legal para condução de veículos é de 0,5.

 

3. Notícia do JN (5/10/2011) "Idoso matou a mulher a tiro na rua e suicidou-se". Testemunhas afirmaram "Era uma pessoa que levava um vida desafogada, sem qualquer tipo de problema económico, tido pelos vizinhos como pessoa simpática mas a quem reconheciam apenas um defeito: a bebida"

 

2. Noticia no DN (16/9/2011) "Matou o amigo que o esfaqueou". Segundo a notícia o conflito "...começou durante a tarde quando começaram a dizer que a família de um era melhor do que a do outro...", algumas testemunhas afirmaram que eles estavam "...com um copito a mais"

 

1. Notícia do DN (17/9/2011) "Imolou-se por não aceitar a separação" Segundo a noticia este indivíduo ateou fogo a si próprio, e à sua casa por não aceitar a separação da mulher." Segundo algumas testemunhas a origem deste comportamento terão estado problemas conjugais e "Ele é muito bom rapaz, mas o problema dele são os ciúmes e beber muito"