Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Recuperar das Dependências (Adicção)

Contra o estigma, a negação e a vergonha associados aos comportamentos adictivos. O silêncio não é seguramente a melhor opção para a recuperação; ninguém recupera sozinho.

Recuperar das Dependências (Adicção)

Contra o estigma, a negação e a vergonha associados aos comportamentos adictivos. O silêncio não é seguramente a melhor opção para a recuperação; ninguém recupera sozinho.

130ª Dica Arte Bem Viver - Mudança de comportamentos

transferir[280].jpg

Olá,

Dê as boas vindas à mudança, mas antes pense no seguinte. Olhe à sua volta, preste atenção e irá constatar que pessoas e coisas à sua volta estão em mudança. O próprio universo, desde as mais pequenas partículas às mais de 500 biliões de galáxias, incluindo o planeta Terra, tudo está em movimento.  Todavia, este princípio, nos seres humanos é diferente, não se aplica à forma como nos comportamos e sentimos, mesmo naquelas situações que colocam em causa, e/ou em perigo, a nossa felicidade e até a nossa saúde. Nós resistimos à mudança; essa é a nossa opção.

Segundo alguns estudos, o nosso cérebro é extremamente eficiente em nos recordar sobre as mais diversas maneiras como reagimos a determinados acontecimentos. Da mesma forma, o cérebro é igualmente eficiente em nos fornecer sugestões para as mais diversas situações. Isto é, perante determinadas acontecimentos e/ou situações reagimos de acordo com determinados padrões armazenados, que consideramos mais proveitosos. Este tipo de padrão revela-se útil, quando precisamos de tomar as devidas precauções, por exemplo, como evitar uma longa fila de trânsito, na auto-estrada, escolhendo uma estrada secundária com menos trânsito? Mas o mesmo padrão pode revelar-se prejudicial, quando sugere que façamos resistência à mudança, por exemplo, a algumas rotinas ou hábitos prejudiciais ou perigosos.

 

De acordo com os mesmo estudos, quando somos sujeitos a situações perigosas e/ou stress excessivo, o cérebro analisa imediatamente todos os dados da memoria, na procura de situações similares que tenham ocorrido e que possam ser compatíveis com a actual situação perigosa ou stressante e quando o faz, imediatamente acciona, os mesmos mecanismos emocionais associados às situações anteriores pelas qual passamos, dor, ansiedade, frustração, tristeza.

O maravilhoso nisto tudo, e apesar de situações que tenhamos passado, a natureza humana coloca-nos ao nosso dispor o cérebro, a fim de conseguirmos optar e seleccionar o comportamento que melhor se adequa a um estilo de vida saudável, o melhor possível. Ao contrário, de algumas crenças negativas, para todos os efeitos, podemos optar e escolher livremente o comportamento que desejamos.

Dê as boas vindas à mudança através de:

  • Seja flexível. Estamos preparados para agir perante um indeterminado número de situações, mas podemos escolher um comportamento diferente perante as mesmas circunstâncias. Por exemplo, rejeite a crença “Eu sou assim…” ou “Eu não consigo…”
  • Sentido de oportunidade. Depende da sua perspectiva; pode adoptar um tipo de visão em túnel (medo) ou uma perspectiva mais ampla e diversificada.
  • Adopte um estilo de vida que promova a mudança de rotinas, hábitos e o autoconhecimento. Monitorize as crenças negativas que reforçam a resistência a novas e diferentes perspectivas, por exemplo, considera que anda excessivamente cansado/a? Irritado/a? Ansioso/a?
  • Promova a resiliência e o equilíbrio: Antecipe e prepare-se para enfrentar a adversidade, a incerteza e a tristeza, da mesma forma, usufrua os momentos intensos de felicidade, de gratidão, de bem-estar.
  • Viva o momento e um dia de cada vez. Perante as fases complexas e a insegurança adopte o aqui-e-agora, na gestão construtiva das suas emoções.

Dê as boas vindas à mudança durante esta semana e ao longo da sua vida.

Os meus cumprimentos

NOTA: considera que esta dica pode ser útil a alguém familiar ou conhecido? Pode reencaminha-la através de email.

Caso você esteja interessado/a em receber a dica Arte Bem Viver, na sua caixa de correio eletrónico, é simples e grátis, basta enviar um email para joaoalexx@sapo.pt e no assunto da mensagem escreva: Dica Arte Bem Viver. Todos os seus dados são confidencais.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.