Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Recuperar das Dependências (Adicção)

Contra o estigma, a negação e a vergonha associados aos comportamentos adictivos. O silêncio não é seguramente a melhor opção para a recuperação; ninguém recupera sozinho.

Recuperar das Dependências (Adicção)

Contra o estigma, a negação e a vergonha associados aos comportamentos adictivos. O silêncio não é seguramente a melhor opção para a recuperação; ninguém recupera sozinho.

Recuperar da adicção ao jogo

Chamo me Rogério Lima, moro em Alagoinhas/BA, Brasil, jogador compulsivo em recuperação há 270 dias, graças ao meu Poder Superior[i],  às minhas reuniões de ajuda mutuo, aos meus amigos e ao amor que sinto pela minha família.

 

 É com muita felicidade e gratidão que aprendi a viver um dia de cada vez, e tem dado certo. Sei o quanto preciso do meu ontem, para fazer julgamentos de minhas imperfeições. Tenho muitas ferramentas para fazer o meu hoje em abstinência, reformulando meus antigos comportamentos e acreditando positivamente que só eu posso, mas não posso sozinho. Quanto ao meu amanhã e seus resultados, somente meu Poder Superior poderá traçar este caminho.

 

Sei que tenho erros e acertos; tristezas e alegrias; desânimo e vitalidade; isso acontece porque sou humano e carrego um turbilhão de sentimentos. Hoje, vivendo o programa de doze passos, sei o quanto é importante identificar e trabalhar essa intensidade de emoções que passam por mim diariamente. Compreendo que felicidade completa não existe, e também não teria graça. Preciso encher minha alma de aceitação e renuncia, parece contraditório, porém a vida é assim, viver o lado positivo e me manter invadido de fé e serenidade para os problemas que venham a acontecer.

 

Aprendi a acreditar no tempo de Deus[ii], durante esse 270 dias sem qualquer tipo de aposta, situações que imaginava demorar a acontecer, simplesmente aconteceram. Defino isso como entrega! Algo jamais praticado por mim.  

Estou consciente o quanto é importante para mim, um jogador compulsivo em recuperação, chegar aos nove meses; deixo a euforia de lado, e abro espaço para crença, onde tenho e posso levar a mensagem, a outro dependente que ainda sofre. Sinto muita satisfação quando isto acontece.

 

 

Estive neste último final de semana no Rio de Janeiro (Brasil), para um encontro da irmandade de Jogadores Anónimos (JA), foram três dias inesquecíveis. Lá encontrei pessoas diferentes, todos escravos da mesma doença, com iguais propósitos de recuperação. Ouvi partilhas de todas as formas, emoções a flor da pele, mas a gratidão, por estarmos em recuperação, era sentimento unânime,  tirava aplauso de todos.      

Acreditei na clínica que fui internado e continuo fazendo o pós-tratamento, frequento semanalmente a irmandade, vou a Igreja, tenho apoio de minha Família, retomei minhas actividades e faço o sugerido. Por isso estou aqui para fazer este relato; saí das trevas de minhas insanas vontades para a simplicidade de viver em sobriedade, sem remorço.

 

Só por hoje, sinto o doce prazer de contar sobre meu renascimento.

 Infinitas horas de paz, amor e muita fé.

 

 Rogério Lima.

 

 

Comentário: Os parabéns ao Rogério, seguidor do Brasil, pela recuperação da adicção ao jogo e por participar no blogue, com post`s, onde relata a sua própria experiencia de recuperação. São casos como o do Rogério, pessoas que relatam as suas próprias experiencia e que evidenciam, na primeira pessoa, a esperança e a gratidão, sabemos que na realidade, a adicção é uma doença primária, crónica e complexa quanto ao seu tratamento. Existem milhões de pessoas adictas ao jogo, e as suas famílias, incluindo as crianças, em todo o mundo, que vivem, sobrevivem, as consequências amargas e trágicas da adicção activa (ex, dividas, falência, prisão, divorcio, roubos, doença, mentiras, actividades ilícitas, negação, a vergonha e em alguns casos o suicídio).

 

Apesar de autorizar a publicação do texto que faz referencia a Deus, o blogue Recuperar das Dependências é totalmente alheio a dogmas e ou divindade (crenças religiosas), todavia apoia e reforça a importância da espiritualidade na recuperação da adicção. A adicção é uma doença primária, crónica e complexa no seu tratamento que afecta o indivíduo em todas as áreas da sua vida. Gostaria de realçar e informar os nossos seguidores que o conceito de espiritualidade é um conceito individual e é o sentimento de ligação com uma força superior imaterial com quem comunicamos e potenciado pelas relações significativas que desenvolvemos com as pessoas à nossa volta. Por outras palavras, cada um acredita naquilo que bem entender. Neste espaço de partilha de experiencias cada um também é livre de expressar as suas ideias, experiencia e crenças visto resultarem na recuperação.

 

Caso você esteja em recuperação da adicção e deseje partilhar connosco a sua experiencia, envie o seu texto para joaoalexx@sapo.pt.

 



[i] Nota: O Rogério faz referências, no seu relato, sobre o Poder superior. Gostaria de esclarecer que estas palavras expressam somente a experiencia e as crenças do autor do texto.

[ii] Nota: O Rogério faz referências, no seu relato, sobre Deus. Gostaria de esclarecer que estas palavras expressam somente a experiencia e as crenças do autor do texto.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.